Lady Gaga - ARTPOP
Mar 25, 2021 (updated May 2, 2021)
73
ARTPOP é diverso até demais, assim como discos de outras cantoras pop como Bionic de Christina Aguilera e Witness de Katy Perry, o que faltou em ARTPOP foi um direcionamento coerente e coesão, mas será que esse disco é tão ruim como alguns dizem?

Em 6 de novembro de 2013, a artista Lady Gaga lançava o disco mais controverso de sua carreira, intitulado ArtPop. Foi definido por grande parte da crítica e do público como ruim, fazendo assim, a cantora receber críticas muito rígidas naquele período, até por mim por algum tempo, porém assim como em Bionic e Witness, o problema de ARTPOP não está em suas músicas, pois elas não são ruins, o problema está na forma em que elas são transmitidas dentro do album, com narrativas confusas e exageradas. Em Born This Way Lady Gaga apresentou uma gama diversa de elementos musicais, e em ARTPOP ela continuou fazendo isso, só que aqui ela passou totalmente do ponto em momentos isolados, como "Swine" que é tão berrante e exagerada que chega a ser grotesca e ridícula, é uma canção totalmente sem nexo e com uma letra bastante estúpida.
Sem nenhuma dúvida é um trabalho audacioso e extravagante, uma explosão colorida de um eletrônico exagerado, um grito artístico rico de ideias, tinha tudo para ser um dos melhores albuns da cantora, só que a falta de coerência e dosagem faz Artpop parecer bizarro em alguns momentos.

Os momentos mais pop do album são os melhores e os que salvam o registro de ser um enorme desastre, já que as canções extravagantes puxadas para o extremo eletrônico são desastres caóticos. "Aura", se não for a melhor do album é sem nenhuma dúvida uma das melhores, aqui a Artpop funciona muito bem, é uma canção rica, versátil, ousada e original, e em nenhum momento Lady Gaga parece forçada, como em "Sexxx Dreams" e "Mary Jane Holland".
É notável que nesse projeto, Lady Gaga tentou fazer algo original, vasto e artístico, mas assim como nas outras tentativas de Lady Gaga, aonde ela tentou se aventurar em patamares fora da sua lógica pop, o resultado foi limitado e bastante caricato. Como arte, esse disco falha muito, a sua insuficiência em pelo menos convencer a essa estética é tão grande, que as vezes até parece que Lady Gaga fez esse disco com a intensão de ser burlesco. A parte artística é pedante, totalmente desajeitada, espalhafatosa e nem um pouco impressionante. Porém, "Applause" é um grande momento artístico do album, aqui pelo menos Lady Gaga acertou em fazer um hino pop.

Mas é inegável que ARTPOP tem melodias impactantes, e as vezes até brilhantes, como em "Venus", que apesar da sua letra tosca, tem uma construção impressionante e incríveis melodias futuristas. "G.U.Y" também tem ótimas melodias, dessa vez explorando elementos industriais e R&B, uma faixa extravagante que está no ponto certo pra que Gaga faça suas narrativas artísticas, apesar de que ela não consiga fazer o básico para ser atrativo, da pra dançar.

A fórmula original de ARTPOP não está nos gêneros músicas que Lady Gaga trás aqui, pois as batidas e refrões não são muito diferentes das canções que muitos cantores fazem, está na mistura rígida que ela faz usando esses gêneros diversos e coloridos. É totalmente sem coesão e confuso, mas se apenas focar nas músicas e não ligar para detalhes, é bastante divertido, nunca ouvi um trabalho lançado antes de ARTPOP que tenha uma estética semelhante ou igual, essas ideia é original até onde eu sei, ela poderia tentar fazer um ARTPOP de novo, só que de maneira concisa e coesa, sem toda essa bagunça colorida que é esse projeto, com certeza seria o melhor album da Gaga, pena que ela nem quer lembrar que ARTPOP um dia existiu.

Algo que sempre foi inquestionável, é o fato de Lady Gaga sempre dar o melhor de si, e catálogos como The Fame Monster e Born This Way são surpreendentes e satisfatórios justamente por esse motivo, não só por ela estar na sua zona de conforto. Em ARTPOP ela pode ter perdido totalmente a mão, mas canções como "Gypsy", que tem uma excelente letra reflexiva, nos lembra que ela ainda pode fazer coisas impressionantes. Aqui suas tentativas são ilimitadas e mal direcionadas, o problema de ARTPOP é que Lady Gaga está tentando fazer múltiplas coisas ao mesmo tempo, e está esquecendo de ter foco. Musicalmente, ARTPOP é rico em detalhes e pode ser interessante, mas as vezes os riffs incluídos são insuportáveis de tão estridentes, esses excessos não fazem Lady Gaga mais artística, só servem para mostrar o quanto está perdida na sua proposta.

No final, ARTPOP até que apresenta um grupo de canções decentes, que isoladas podem ser apreciadas em seus shows, "Applause", "G.U.Y", "Aura" e "Venus" são canções muito potentes e combinam com o visual apelativo de Gaga, essas canções podem não ter o mesmo potencial pra se tornar clássicos como "Bad Romance" ou "Poker Face", mas elas fazer um belo passeio entre os conceitos mais extremos da cantora. Por esses motivos, não dá pra considerar ARTPOP uma completa calamidade, é uma regressão desnecessária, mas não desagradável como um todo.

Na parte lirica, a ambiguidade e confusão é mais marcante que na produção, a cada momento Lady Gaga fala de algo diferente, e aborda assuntos como fama e sexo de uma forma tão rasa e desinteressante, ela repete os mesmos temas que abordou em The Fame Monster, só que sem a mesma genialidade, é de fato o trabalho mais pobre da Gaga liricamente, não dá pra realmente enteder aonde ela quer chegar com isso, uma hora está enaltecendo as drogas em "Jewels n Drugs" e "Mary Jane Holland", outra hora está lamentando ser usuária de drogas em "Dope", é uma incoerência e irresponsabilidade vergonhosa. ARTPOP tem semelhanças com o seu disco anterior, Born This Way, principalmente na proposta de ser recheado musicalmente e liricamente, só que diferente de Born This Way, ARTPOP não tem rumo, é um album vago que fala muito e no final não fala nada.

Artpop é uma ideia vomitada de Lady Gaga, falta polimento, falta coesão, falta coerência. Está longe de ser algo bom, mas não é horrível também, o problema de ArtPop não são suas músicas, e sim o modo em que Lady Gaga conduziu o conceito para fazer o album. Ela se perdeu totalmente, teve tantas inspirações que não soube efetualas de uma maneira compreensível, e o resultado foi um vômito de uma comida estragada que o estômago não foi capaz de digerir.
Se ArtPop fosse um EP só com as músicas boas, seria o melhor trabalho da Gaga.

Aura - 9.1/10
Venus - 8.3/10
G.U.Y. - 8.3/10
Sexxx Dreams - 6.0/10
Jewels N’ Drugs - 2.8/10
Manicure - 7.3/10
Do What U Want feat. R. Kelly -
Artpop - 7.5/10
Swine - 5.0/10
Donatella - 6.0/10
Fashion! - 7.0/10
Mary Jane Holland - 5.0/10
Dope - 8.3/10
Gypsy - 8.4/10
Applause - 9.0/10

Nota: 70 + 3 = 73💚
1 Comment
Apr 1, 2021
Popular this week parabéns ótima review
More Reviews by Ana_Paula007
Lady Gaga - Chromatica
80
May 5, 2021
Lady Gaga - Joanne
69
Apr 3, 2021
Lady Gaga - Born This Way
84
Apr 3, 2021
Lady Gaga - The Fame Monster
89
May 2, 2021
Lady Gaga - The Fame
64
May 2, 2021
Advertisement
Rate and review albums along with your friends. Create an account.
Become a Donor
Donor badge, no ads + more benefits.
Advertisement
Popular Albums
Dave - We're All Alone In This Together
Dave
We're All Alone In This Together
Darkside - Spiral
Darkside
Spiral
Lil Nas X & Jack Harlow - INDUSTRY BABY
Lil Nas X & Jack Harlow
INDUSTRY BABY
Tyler, the Creator - CALL ME IF YOU GET LOST
Tyler, the Creator
CALL ME IF YOU GET LOST
Clairo - Sling
Clairo
Sling
Leon Bridges - Gold-Diggers Sound
Leon Bridges
Gold-Diggers Sound

July 2021 Playlist
Forums